Audi Q3 2.0 TDI 184 hp Quattro

Audi Q3 2.0 TDI 184 hp Quattro

Muitas vezes, quando falamos de um restyling, chamamos-lhe "facelift". No caso do Q3 n√£o poderia ser mais verdadeiro, j√° que quase todas as mudan√ßas est√©ticas se concentram na parte dianteira do carro. O p√°ra-choques tem novas entradas de ar (falsas) em cada lado da grelha de "quadro √ļnico". Isto √© subtilmente diferente na sua forma, mas acima de tudo estende-se a novos far√≥is de x√©non com LEDs. Assim, o Q3 foi o primeiro a usar a nova grelha Audi que veremos em quase todos os modelos da gama a partir de agora; o novo Q7 e o A6 j√° parecem o novo.


As dimens√Ķes do novo Q3 tamb√©m se mant√™m inalteradas. Mede 4,39 m de comprimento (√© mais longo por alguns mil√≠metros). Continua a ser um dos SUV mais curtos no segmento premium (sendo o mais curto o Evoque com 4,36 m de comprimento). A largura (1,89 m) e a altura (1,59 m) mant√™m-se inalteradas em rela√ß√£o ao Q3 original. Obviamente, com um simples restyling, a dist√Ęncia entre eixos permanece inalterada a 2,60m. Nestas condi√ß√Ķes, a compartimenta√ß√£o do Q3 permanece inalterada.

Cabine

A posi√ß√£o de condu√ß√£o √© elevada, como em qualquer SUV que se preze, e oferece excelente visibilidade em todos os √Ęngulos, excepto talvez por um pilar A ligeiramente espesso (que pode dificultar as curvas √† esquerda na cidade). Vale a pena notar tamb√©m que o motorista fica 10cm mais alto do que na ABL da Mercedes. De qualquer forma, nunca se tem a sensa√ß√£o de estar num sedan com pouca superf√≠cie de vidro, o interior √© muito brilhante.


Audi Q3 2.0 TDI 184 hp Quattro

A qualidade percebida, tanto na escolha dos materiais como na montagem, continua a ser um dos pontos fortes da Audi. Os acabamentos não mudaram nesta nova versão: materiais de alta qualidade, pelo menos na parte superior do painel, e a qualidade do conjunto está sempre acima da média do segmento, excepto talvez se o compararmos com a ABL da Mercedes.

Nesta vers√£o topo de gama, os bancos s√£o el√©ctricos e com uma multiplicidade de ajustes (mesmo o comprimento do banco √© ajust√°vel). Na frente, o espa√ßo, tanto para as pernas como na largura, √© bom. No entanto, os passageiros altos que se assentarem de novo discordar√£o dessa percep√ß√£o por causa do espa√ßo reduzido para as pernas e uma linha de tejadilho inclinada que reduz a altura do solo. Mas a grande maioria estar√° confort√°vel nos bancos traseiros. O √ļnico que ir√° reclamar ser√°, como sempre, o do meio. Bancos estreitos, pouco espa√ßo para as pernas por causa do t√ļnel de transmiss√£o e controles clim√°ticos traseiros: voc√™ realmente n√£o deveria estar sentado l√°. No final, o Q3 oferece bom espa√ßo, √© melhor do que um Mercedes GLA ou um Range Rover Evoque.

Audi Q3 2.0 TDI 184 hp Quattro

A bota, entretanto, é a média para o segmento. O volume de 460 litros é bem inferior ao do Evoque (575 litros) e logo acima do de uma ABL (421 litros). Uma vez dobrados os bancos traseiros, a área de carga é completamente plana, libertando 1.365 litros de espaço. A hierarquia inicial é mantida, com a Evoque a oferecer 1.445 litros e a ABL 1.235 litros.


O piso de carga, a pouco mais de 80 cm do chão, lembra-nos que não é uma pausa para usar, embora como podem equipar (em opção) uma rede de segurança, uma tomada de 12 V, uma escotilha para esquis e até um portão com fecho eléctrico e abertura.

Euro 6

Audi Q3 2.0 TDI 184 hp QuattroA unidade que nos deixou Audi equipa o TDi 184 hp de 2.0 litros para substituir o motor anterior de 177 hp. Em Espanha, este motor s√≥ est√° dispon√≠vel com trac√ß√£o integral e caixa de 7 velocidades de dupla embraiagem S-Tronic. O aumento da pot√™ncia deve-se principalmente ao aumento da press√£o m√°xima da inje√ß√£o common rail que passa de 1.800 bar para 2.000 bar. Obviamente, este motor est√° em conformidade com as normas Euro6. A redu√ß√£o das emiss√Ķes de √≥xido de nitrog√™nio √© obtida por meio de um sistema cl√°ssico de SCR (Selective Catalytic Reduction) com inje√ß√£o de √°gua e ur√©ia, ou seja, AdBlue.

Os 6 cv adicionais em compara√ß√£o com a vers√£o anterior n√£o mudar√£o nada em termos de percep√ß√£o ou desempenho. Al√©m disso, o torque m√°ximo de 380 Nm n√£o foi alterado, exceto que agora √© obtido a 1.800 rpm (ao inv√©s de 1.750 rpm) at√© 3.250 rpm. Gra√ßas √† caixa de c√Ęmbio de embreagem dupla, que oferece acelera√ß√£o sem interrup√ß√Ķes da mudan√ßa de marcha, o Q3 √© capaz de um sprint de 0-60 mph em 7,9 segundos. Curiosamente, por√©m, achei a caixa de velocidades contraproducente no exerc√≠cio de 80 a 120 km/h (50 a 120 mph). O Q3 faz isso em 6,1 segundos, mas com uma lentid√£o para o pontap√© de sa√≠da que eu n√£o esperava. Eu acho que qualquer motorista experiente seria mais r√°pido a fazer redu√ß√Ķes numa caixa de velocidades manual.


Este gas√≥leo merece um melhor isolamento ac√ļstico durante a acelera√ß√£o.

O ru√≠do e o n√≠vel de som deste TDi de 2.0 litros, especialmente acima de 2.500 voltas, n√£o s√£o dignos da cabine refinada e do Audi. Enquanto nas vers√Ķes a gasolina o n√≠vel sonoro √© muito baixo (apenas os ru√≠dos aerodin√Ęmicos s√£o percebidos a velocidades ilegais em Espanha), este gas√≥leo merece um melhor isolamento sonoro. Embora seja verdade que quando estamos a uma velocidade estabilizada na estrada, o motor se torna mais discreto. Isto √© uma contradi√ß√£o, pois esta √© a vers√£o diesel mais potente do Q3, para n√£o dizer a mais potente com este combust√≠vel, por isso espera-se que a sua clientela acelere bastante de vez em quando, e √© justamente quando o carro √© mais ruidoso. Dito isto, se voc√™ √© do tipo que faz muitos quil√īmetros de auto-estrada e n√£o muito de cidade dirigindo ou tem um p√© direito leve, √© um carro relativamente silencioso.

Audi Q3 2.0 TDI 184 hp QuattroAs diferen√ßas de consumo em rela√ß√£o √† vers√£o anterior de 177 cv s√£o inexistentes, embora a Audi o tenha aprovado com um consumo m√©dio de 5,4 l/100 km quando na vers√£o de 177 cv o aprovado foi de 5,9 l/100 km. Ao longo de uma semana e com rota mista deixou-me uma m√©dia de 7,9 l/100 km. Na rodovia, a m√©dia √© de 6 l/100 km, enquanto na cidade ultrapassa 10 l/100 km. √Č frugal? Claro que n√£o, mas n√£o tem um consumo de combust√≠vel exorbitante em compara√ß√£o com os seus rivais. No passado, com o BMW X1 (E84) de sa√≠da na vers√£o diesel de 2.0 litros de 184 cv tamb√©m tinha uma m√©dia de 8 l/100 km.

Atr√°s do volante

As modifica√ß√Ķes na sec√ß√£o de chassis s√£o t√£o m√≠nimas que, sinceramente, n√£o reparei nelas. Um controlo de estabilidade afinado, pouco mais permissivo no modo Sport, e discos de trav√£o traseiro que v√£o de 282 mm a 300 mm de di√Ęmetro n√£o s√£o aspectos que fazem uma grande diferen√ßa na condu√ß√£o di√°ria.

Para o aspecto din√Ęmico, deve-se notar que o Q3 tem mais em comum com um carro compacto do que com o resto dos SUV Audi. O motor √© posicionado transversalmente √† frente do eixo dianteiro e a sua trac√ß√£o integral √© do tipo Haldex (embraiagem multidiscos); apesar de o moniker Quattro n√£o ser um Torsen sofisticado como nos seus irm√£os mais velhos. Assim, apesar do seu estado de SUV, a sua dist√Ęncia de 170 mm - isto √©, a dist√Ęncia de um Skoda Octavia Scout - (ou 150 mm com a suspens√£o desportiva S-Line) e pneus de baixo perfil limitam-na bastante em situa√ß√Ķes de todo-o-terreno. Mesmo no modo Conforto, a suspens√£o √© um pouco dura demais para off-road. A trac√ß√£o integral, tipo Haldex, d√° prioridade ao eixo dianteiro. Voc√™ alcan√ßar√° o limite da ader√™ncia dos pneus antes de alcan√ßar o limite das capacidades do sistema Haldex. As protec√ß√Ķes mec√Ęnicas (pl√°sticos) tamb√©m n√£o o encorajam a aventurar-se fora da estrada. Mesmo assim, a trac√ß√£o Haldex, bem como o ABS e o ESC calibrado para situa√ß√Ķes fora-de-estrada proporcionam uma vantagem para aqueles que entram em estradas partidas (desde que n√£o tenha chovido, porque os pneus asf√°lticos n√£o aguentam lama). No entanto, n√£o nos iludamos, o Q3 √© feito para o asfalto.

Audi Q3 2.0 TDI 184 hp QuattroNa estrada, o Q3 apresenta qualidades din√Ęmicas lisonjeiras se voc√™ o empurrar para 70% do seu potencial. Nestas condi√ß√Ķes, os movimentos do corpo s√£o bastante bem controlados e mostra uma certa agilidade em √°reas sinuosas. A tend√™ncia para alongar a trajet√≥ria nos cantos mais apertados n√£o √© t√£o evidente como em outros modelos da marca. Isto √© devido tanto √† configura√ß√£o como √† distribui√ß√£o do torque entre as rodas internas e externas. Tudo isto se n√£o for√ßarmos o ritmo.

O Q3 apresenta algumas qualidades din√Ęmicas lisonjeiras... se voc√™ o empurrar para 70% do seu potencial.

O trunfo do Q3 é o seu conforto de viagem. Em termos de conforto, é uma das referências no segmento, embora possa ser um pouco rígido a velocidades inferiores a 30 km/h em algumas das irregularidades rodoviárias típicas das cidades (juntas de dilatação, lombadas, buracos).

Conduzindo o carro de uma forma muito feliz, sem atingir o limite, vamos encontrar um carro cuja direc√ß√£o filtra demasiado o que as rodas fazem, movimentos da carro√ßaria muito mais marcados e uma clara subviragem. De qualquer forma, se voc√™ est√° procurando um carro com grande agilidade, o Q3 2.0 TDI n√£o deve ser uma de suas op√ß√Ķes.

Audi Q3 2.0 TDI 184 hp Quattro

Audi Q3 2.0 TDI 184 hp Quattro

Audi Q3 2.0 TDI 184 hp Quattro

Audi Q3 2.0 TDI 184 hp Quattro

Adicione um coment√°rio do Audi Q3 2.0 TDI 184 hp Quattro
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.