pistonudos.com

10 erros que você pode evitar antes de passar o ITV (I)

Temos de ter o nosso veículo sempre nas melhores condições (não temos de nos preocupar com o nosso carro apenas quando vamos ao ITV). É dever do utilizador e proprietário do veículo mantê-lo nas melhores condições possíveis. Como introdução, e para que todos tenhamos isso claro, vamos explicar a catalogação de defeitos:

  • Pequeno Defeito: problema não impede a passagem do ITV favoravelmente. Pode haver tantos defeitos leves quanto possível.
  • Defeito Grave: problema que deve ser rectificado e devolvido à ITV para verificação. Só é permitido circular do ITV para casa e de volta (obviamente pode ir para casa e assim por diante, mas não deve circular com o veículo).
  • Defeito Muito Grave: tal como no Defeito Grave, deve ser rectificado e devolvido à ITV para verificação. A diferença com o Defeito Grave é que o veículo deve deixar o ITV numa grua devido ao perigo para si e para os outros de que a circulação do mesmo e a inspecção seja Negativa.


1 Testemunha MIL (Lâmpada de indicação de mau funcionamento)

Desde Novembro de 2016 é um defeito grave ter a luz de aviso do motor no painel de instrumentos do veículo. Esta luz indica que existe uma falha no motor ou que houve uma desde a última vez que as falhas foram reiniciadas com a máquina de diagnóstico. As causas desta luz que se acende são diversas. Quase todos eles têm a ver com injeção de combustível, portanto, com esta falha no carro, e de acordo com o Manual de Inspeção MOT, não é possível realizar o teste de fumaça. Isto significa que o veículo terá um resultado desfavorável. Este aviso aplica-se tanto a veículos a gasóleo como a gasolina.


A maldade pode fazer-nos pensar que se desligarmos a lâmpada, ou a cobrirmos de alguma forma, o inspector não vai reparar quando formos ao ITV. Isto é falso, pois o inspetor deve verificar se todas as luzes do painel de instrumentos estão corretas.

Você não deve dirigir quando uma luz vermelha estiver permanentemente acesa, pois isso indica um problema que afeta a segurança.

Como nota, acrescente que se a luz está acesa, é por uma razão. Se o ignorarmos, podemos piorar as coisas a curto ou médio prazo. Para evitar o desfavorável é necessário passar pela oficina e que com o diagnóstico da máquina seja feita uma verificação. Muitas vezes uma simples "eliminação de falhas" é suficiente, pois a luz de aviso indica que existe ou existiu uma falha, mas a falha não tem necessariamente de estar presente.

2 Luz de aviso de airbag

A luz de aviso de falha do airbag indica que o airbag está a funcionar mal. As causas, como em todos os casos, podem ser várias (más ligações, falha da unidade de controlo, etc.). O certo é que, se estiver ligado, é possível que, em caso de impacto, o airbag não funcione correctamente. Como no caso anterior, o picaresco vai nos levar pelo mesmo caminho. A resposta é a mesma, o inspetor deve verificar se a verificação está correta.

Antes de ir para a ITV é aconselhável verificar se as luzes se acendem e se alguma delas permanece acesa após o arranque. A propósito, tenha cuidado com a compra de capas de banco quando o nosso carro tiver bancos com airbags laterais. Existem coberturas de assento especiais que têm uma área adaptada para o airbag. Se você não tiver uma área adaptada, a instalação destas coberturas de assento é um defeito grave.


3 Nível de óleo baixo / alto

Um dos requisitos do ITV que um veículo a diesel tem de cumprir é verificar o nível de óleo para ver se o motor está em boas condições e para poder realizar o teste de fumaça (teste de opacidade em veículos a diesel). Como esclarecimento, todos sabemos que o nível do óleo é verificado com o motor parado e tendo descansado durante alguns minutos. Como isto é impraticável, é feita uma estimativa.

  • Se a marca de óleo na vareta for encontrada no mínimo, pode-se entender que quando o óleo descansar, o nível subirá e estará entre as marcas mínima e máxima.
  • Se a marca for encontrada no máximo, pelo mesmo motivo, em repouso, a vareta marcará mais do que deveria, de modo que o motor não seja capaz de passar no teste de fumaça.
  • Se a marca estiver fora dos valores máximo e mínimo, o veículo é considerado impróprio para o teste de fumaça.

Tanto para a MOT como para conduzir o veículo em boas condições, é aconselhável ter o nível de óleo no nível correcto. Se o nível de óleo estiver abaixo do nível mínimo, isto pode levar à apreensão do motor, mas se estiver acima do nível máximo, isto pode levar ao auto-combustível com óleo no caso do diesel ou à destruição do conversor catalítico no caso da gasolina. Em outras palavras, avarias caras, especialmente em veículos modernos.


4 Luzes, faróis e faróis

Que as luzes e os espelhos retrovisores são uma parte importante do veículo é indiscutível.

Cada luz deve ter a cor certa e estar na quantidade certa.

  • Posição frontal, médios e faróis principais: branco obrigatório para veículos matriculados após 26/07/1999. Em outras palavras, carros registrados antes desta data podem ter lâmpadas amarelas.
  • Tanto o feixe de cruzamento como pelo menos uma posição e o feixe principal devem funcionar.
  • Um feixe de cruzamento alto é um defeito grave (porque ofusca), mas um feixe baixo é um defeito menor.
  • Luzes indicadoras de direcção / sinal de perigo: amarelo automóvel. Eles devem piscar à velocidade normal. Se eles estiverem piscando muito rápido, isso indica que uma lâmpada está queimada. Às vezes as lâmpadas perdem a cor que as cobre e ficam brancas, por isso é preciso ter cuidado. Quando o sinal de emergência é activado, todos os quatro indicadores devem funcionar ao mesmo tempo.
  • Luz de inversão: branca. Pode haver uma ou duas luzes de inversão, ou nenhuma se não foi instalada na fábrica (se foi instalada mais tarde e não funciona, não é considerada um defeito).
  • Faróis de nevoeiro dianteiros: brancos ou amarelos, ambos devem ser da mesma cor. Pode haver duas luzes.
  • Luzes de travagem: vermelhas. Pode haver duas ou três luzes de freio. A terceira luz é obrigatória para veículos matriculados após 01/10/2000. Os carros registados antes dessa data que tenham uma terceira luz de travagem devem ser legalizados na ficha de dados técnicos. Pelo menos um deve estar a trabalhar.
  • Luzes de matrícula: uma ou duas lâmpadas brancas. Na ITV, se nenhum deles estiver iluminado, é um defeito menor.
  • Luzes de posição traseira: deve haver duas lâmpadas ou mais (sempre em número par) e vermelhas. Pelo menos um deve funcionar.
  • Luzes traseiras de nevoeiro: vermelhas, pode haver uma ou duas lâmpadas.
  • Reflectores ou reflectores: dois reflectores vermelhos na parte traseira são obrigatórios, podem estar no piloto.

As luzes e faróis que têm um furo que expõe a lâmpada não são válidos. Também não é válido ter filmes transparentes ou coloridos presos a eles.

Algo muito comum é a coloração dos faróis, devido ao material de fabricação dos mesmos; geralmente são plásticos que com o efeito do tempo e do sol estão se deteriorando. Isto pode ser um defeito grave se, ao verificar as luzes no regloscópio, a lâmpada não for capaz de fazer o feixe de luz correctamente. Quando este for o caso, você verá um feixe de luz irregular que pode fazer com que a estrada não seja iluminada à noite ou ofuscar a pessoa à sua frente.

Antes de ir para a ITV (e como sempre para circular em segurança) é aconselhável verificar se todas as luzes do veículo funcionam. Se os faróis do nosso carro forem pintados, é aconselhável realizar um polimento profissional e uma posterior lacagem (esta última deve resistir mais tempo).

5 Vidros e espelhos

Todos os vidros e espelhos do veículo devem ter uma marca de homologação. No caso do pára-brisas, não deve haver fissuras ou "fissuras" no campo de visão do condutor, nem películas de protecção solar que não estejam no vidro original. Podem ser instaladas películas coloridas aprovadas nos vidros do veículo, com excepção do pára-brisas e dos vidros do condutor e do passageiro. Para saber se eles estão homologados, você pode verificar se eles têm uma marca de homologação composta por um adesivo com a marca dos filmes e um papel específico para o veículo em questão.

Há alguns casos em que estas janelas podem ser pintadas, e é por razões médicas, sempre com a aprovação da Direcção Geral da Indústria. Não importa se as janelas não podem ser baixadas, desde que estejam para cima e que se possa ver a marca de homologação, não há defeito.

O espelho em si deve estar em bom estado. Isto significa que os espelhos que não têm caixa não são um defeito grave. No entanto, é um defeito grave se o espelho estiver rachado ou se for um espelho de vidro (já que o reflexo não será o mesmo e as distâncias dos objetos refletidos nele mudarão).

Na próxima semana, vamos ver os próximos cinco problemas. Para mais tarde você pode me propor idéias para resolvê-las em artigos futuros.

Adicione um comentário a partir de 10 erros que você pode evitar antes de passar o ITV (I)
Comentário enviado com sucesso! Vamos revisá-lo nas próximas horas.