pistonudos.com

SEAT Ateca, a partir de 18.800 euros (com três cilindros)

Você não precisa de tanta potência quando há tanto radar na estrada, para fazer 120 km/h em Castilla é suficiente. A alternativa é o 1,6 TDI, que tem pelo menos os seus quatro cilindros, e produz a mesma potência. O Tiguan oferecerá um TDI 2.0 com a mesma potência que o motor de nível básico. Dado o tipo de carro de que estamos falando, quase compensa ir com mais deslocamento para a vida, e ter um motor menos lotado.

Como não pode ser de outra forma, aqueles que querem tracção integral terão de obter pelo menos 150 cv, os menos potentes só podem ser de tracção integral.

Os clientes que aspiram ao rolo Premium poderão optar pelo 1.4 TSI ou 2.0 TDI, ambos com 150 cv, ou jogar duro e escolher o 2.0 TDI 190 cv. Na gasolina não há outras opções no momento. Os motores de 150 cv podem ser escolhidos com transmissão automática DSG, o mais potente é automático como padrão. O RRP do TSI 1.0 de 115 cv é de 23.690 euros, graças a Deus o desconto promocional é MUITO generoso... Este motor não aparece no configurador, mas o comunicado de imprensa fala sobre ele.


Como disse antes, a Ateca 1.0 TSI tem, por 18.800 euros, tudo o que o cliente realmente precisa: 17″ rodas de liga leve, faróis de LEDs completos, alguns assistentes de segurança activa e, financiamento, quatro anos de garantia, manutenção e assistência na estrada. Dois níveis de acabamento estão disponíveis na gama, Style e Xcellence, e todos incluem Stop&Start como padrão.

A lista de opções é simplesmente quilométrica, por isso, peço-lhe que visite o configurador. Não tem nenhum equipamento novo que o Tiguan ou outros modelos do Grupo VAG não tenham. Ao contrário dos concorrentes de marcas asiáticas, há mais liberdade de escolha, sem ter de saltar através dos arcos de equipamento fechado.


Breve flashback: SEAT Altea Freetrack

Há nove anos atrás, a SEAT vendia um SUV (se você perdoa o termo), pois a palavra crossover mal era usada na época. Não só era um Altea com plásticos pretos por toda parte e suspensões elevadas, como também tinha motores potentes (2.0 TSI 200 cv ou 2.0 TDI 170 cv) e vinha com tracção integral de série. Meses depois vieram versões mais baratas, com 140 cv, tração dianteira e tração nas quatro rodas.


Em 2010 foram adicionados dois motores de acesso à gama, sempre 4×2, o 1,4 TSI 125 cv gasolina e o 1,6 TDI 105 cv diesel. Pediram 26.500 euros para os 2,0 TDI 140 cv 4×2, seu equivalente em Ateca (obviando as diferenças de equipamento, onde os novos ganhos) sai por 28.130 euros, em ambos os casos excluindo os descontos promocionais.

Já fomos em frente? Claro que, em termos de conectividade, segurança e assim por diante, sim. Em outros aspectos, não tenho tanta certeza.

Adicione um comentário a partir de SEAT Ateca, a partir de 18.800 euros (com três cilindros)
Comentário enviado com sucesso! Vamos revisá-lo nas próximas horas.