Dodge Challenger GT AWD

E para isso, melhor do que pedir emprestado de seu "irmão" o sistema de tração nas quatro rodas Dodge Charger AWD, usando a mesma caixa de transferência inteligente de torque sob demanda da BorgWarner. Em condições normais, ele envia 100% do torque para o eixo traseiro, comportando-se como um carro pônei tradicional. No entanto, quando detecta condições de baixa aderência, o eixo dianteiro pode receber entre 0% e 50% no máximo, dependendo do nível de deslizamento. Desta forma, mantém esse comportamento desportivo característico com a vantagem da tracção integral, sem aumentar em demasia o consumo de combustível. Aqui está um vídeo para ver como funciona:


A primeira coisa que pensei ao ler o anúncio deste modelo, foi que a decisão de Dodge foi muito inteligente se aplicada ao SRT Hellcat, para poder enviar de uma forma melhor distribuída os seus 707 cv, pois é demasiada potência para ser digerida por um único eixo se não se for condutor, e assim facilitar a domesticação do pónei para o resto dos condutores; mas não foi assim. Receio que a caixa de transferência não aguente esse tipo de torque. Em qualquer caso, o motor escolhido por Dodge é o V6 de 3,6 litros, que oferece 305 cv e 282 Nm, nada exagerado para o mercado americano, embora deste lado da lagoa seja uma potência mais do que respeitável. O consumo homologado é de 13 l/100 km na cidade e 8,7 l/100 km na rodovia, algo razoável dada a potência do motor.

Quanto ao equipamento, além dos detalhes específicos desta versão como os bancos em couro-alcantara ou o sistema de som alpino de 276 watts de potência, traz pás no volante, modo desportivo e um VDC (Controlo Dinâmico do Veículo) que colabora com o ESC (Controlo Electrónico de Estabilidade) para maximizar a tracção e a estabilidade em superfícies escorregadias. Este último tem três modos de operação, um dos quais o desliga completamente, para os entusiastas à deriva.


A produção desta versão terá início em Janeiro de 2017, sendo durante o primeiro trimestre do ano em que se espera chegar aos concessionários a um preço de 34.490 dólares, 32.667 euros à taxa de câmbio (impostos, taxas... à parte). Se você gostou e o preço lhe serve, temos algumas más notícias: Dodge só vai comercializá-lo no continente americano. Dentro dessa faixa de preço, não há carro esportivo com tração nas quatro rodas, então ele pode abrir uma lacuna no mercado americano, embora se incluirmos as 4 / 5 portas, a competição é bastante nutrida:

  • Subaru Legacy, Outback e WRX.
  • Volkswagen Golf Alltrack
  • Ford Fusion SE AWD
  • Dodge Charger AWD
  • Chrysler 200 S AWD

Vendo a concorrência com tracção integral, não parece uma jogada muito louca da Dodge, especialmente quando já tem a tecnologia do seu irmão, o Carregador, que também pode tirar partido das economias de escala para oferecer preços acessíveis. Temos de ver como é recebido no mercado quando chega aos concessionários. Entretanto, vamos continuar à espera para ver se Dodge é encorajado e nos encanta com um SRT Hellcat com tração nas quatro rodas.




Adicione um comentário a partir de Dodge Challenger GT AWD
Comentário enviado com sucesso! Vamos revisá-lo nas próximas horas.