8000vueltas prepara um 2017 com várias surpresas para os fãs

Sábado, 18 de Fevereiro, foi o dia escolhido para apresentar a temporada 2017 de eventos, na qual estiveram presentes dezenas de carros desportivos/clássicos, os seus proprietários e um bom número de participantes como público. A pista esteve aberta durante quatro horas para o deleite dos fãs, embora não para ninguém, mas para aqueles que tinham formalizado a inscrição. Foi um evento bem organizado, para que o dia pudesse ser desfrutado em condições de segurança e bom ambiente.

O Circuito Jarama, que parece deixar para trás os fantasmas do seu possível desaparecimento, faz meio século em 2017. Mais uma razão para honrar uma pista que já viu carros de todos os tipos e condições, desde humildes carros utilitários até à Fórmula 1, e cujas curvas guardam memórias de tesouros de todos os tipos. Antes dos carros entrarem na pista, um bom rebanho seguiu o pastor Lucas Ordoñez, que contava os segredos da pista para os assistentes. A experiência de "andar por aí" na pista de Jarama é algo que você não faz todos os dias. Além disso, também não é tão longo, nem mesmo quatro quilômetros, embora as encostas tenham ajudado a queimar o café da manhã.


Havia alguns carros realmente interessantes no paddock, com Ferrari, Porsche e BMW, sem esquecer um punhado de carros japoneses e italianos (como GT 86 ou 4C), alguns carros clássicos, alguns GT de luxo e alguns carros queimados (KTM, Caterham, Radical, etc). Não era o típico rally de burnout, embora fosse inevitável ver um tipo sem barba fechada que fazia alguns "cortes saudáveis" com um motor frio. Espero que não acabe numa compra/venda a médio prazo com o típico: "não-fumador, sempre com garagens, milhas baixas e blablabla".


Isso foi uma excepção. O típico fã que traz 8000vueltas a este tipo de reuniões é um entusiasta do automóvel, que tem o seu carro num estado normalmente impecável, e que pode dar-se ao luxo de alguma alegria como alugar o seu pequeno pedaço do circuito para fazer algumas voltas. Não houve incidentes que valessem a pena mencionar, a estranha corrida fora da pista, a estranha intervenção do reboque ou o esgotamento da cafetaria para alimentar tantas cabeças de gasolina esfomeadas na hora do almoço.

Um modelo brilhou com luz própria, o Nissan GT-R, com a presença das primeiras unidades para o Nismo GT-R 2017.

Durante o dia alguns fãs puderam dar algumas voltas no Nismo GT-R pelo piloto Lucas Ordoñez, que com 600 cv é um dispositivo muito interessante para dar a volta à pista de Madrid. Escusado será dizer que Lucas conhece o circuito como a sala de estar da sua casa, mas só para o caso de deixarmos um registro. Depois da conferência de imprensa, que começou bem pela tarde, saímos todos, cada um no seu ritmo, ansiosos por repetir. Nas retinas de muitos foram gravados os míticos fossos entre um par de KTM X-Bow, as cruzadas de certos BMW para deleite do público e a presença de alguns modelos de culto.

Ao longo deste ano esta experiência será repetida em outras partes da geografia espanhola e estrangeira, já que estão sendo planejadas viagens organizadas a Spa e Nürburgring. Se os muçulmanos devem fazer uma peregrinação uma vez na vida a Meca, as cabeças de gasolina devem fazer o mesmo com outros templos do automobilismo, que ainda "deixem-nos" fazê-lo. O próximo encontro será no sábado 22 de abril, também em Jarama, onde acontecerá o 8000vueltas Experience MICHELIN Pilot Sport 4S. O fabricante francês de pneus é um dos principais apoiantes da iniciativa 8000vueltas. Nos dias em que mais do que um vai ficar na tela, é grato ter um serviço de pneus.


Outras datas que estão no calendário provisório são o Afterwork 8000vueltas (25 de Maio) em Jarama, e as 24 horas de Ascari (28 e 29 de Outubro).

De Pistonudos só podemos elogiar estas iniciativas, de fãs para fãs, e dar-lhes a visibilidade que eles merecem. No nosso país a cultura automóvel não está a atravessar o seu melhor período, mas existem movimentos que mantêm a chama acesa. Sim, o carro é em parte um gerador de problemas para a sociedade ou para o meio ambiente, mas é também uma forma de viver um hobby, que, se exercido de forma responsável e no lugar certo, não tem que prejudicar ninguém. Se eles querem fechar o centro da cidade aos carros, tudo bem, isso é compreensível, mas não devem tocar nos circuitos.


Para mais informações sobre os eventos 8000vueltas, vá para a seção Experiências do seu blog.



Adicione um comentário a partir de 8000vueltas prepara um 2017 com várias surpresas para os fãs
Comentário enviado com sucesso! Vamos revisá-lo nas próximas horas.