close
    search Buscar

    Mercedes encontra o alce mais uma vez

    Quem sou
    Pablo Mayo Sanz
    @pablomayosanz

    Comentários sobre o item:

    aviso de conteúdo


    Os suecos da Teknikens Varld, famosa ultimamente por por vezes realizar testes de veracidade duvidosa, submeteram o Mercedes C350e (a versão híbrida plug-in do Classe C) ao famoso teste do alce. O Mercedes não capotou, mas não conseguiu manter-se na rota quando o teste foi feito a velocidades superiores a 40 mph (64 km/h). Acima dessa velocidade, o traseiro do carro vai literalmente para o lado. Na Teknikens Varld afirmam estar surpreendidos com este resultado quando um DS 5 consegue passar no teste até 75 km/h.


    A Mercedes Suécia respondeu à publicação sueca recordando que o Mercedes C350e passou com sucesso um teste semelhante nos EUA e culpou o fraco desempenho do carro pela baixa pressão dos pneus. Segundo a Mercedes, quando o carro voltou do teste, a pressão dos pneus estava muito baixa.

    O que poderia ter acontecido? Assumindo que a pressão do pneu estava correta, o enorme peso extra no eixo traseiro causa uma alta inércia que o ESC não pôde controlar devido à má afinação ou calibração. A bateria do C350e está localizada atrás dos bancos traseiros e no total o carro pesa, na sua versão básica, 1.780 kg quando o C (AMG à parte) mais pesado pesa 1.595 kg (C250 BlueTec).

    Deve-se notar que um segundo teste foi realizado novamente, desta vez com os engenheiros da Mercedes presentes e o carro passou o teste sem problemas. A Mercedes sublinha na sua declaração que as condições não eram as mesmas, pois estava a chover, pelo que os resultados não puderam ser totalmente conclusivos.


    Adicione um comentário a partir de Mercedes encontra o alce mais uma vez
    Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.