pistonudos.com

A Suíça não registra mais o Porsche Cayenne Diesel a partir de hoje


A partir de hoje, nenhum Porsche Cayenne com o motor 3.0 V6 TDI da Audi com 262 cv pode ser registado, uma vez que foram fraudulentamente programados na fábrica. O SUV premium está à venda a partir de 76.450 euros à taxa de câmbio, 86.300 francos suíços. A medida não afecta as unidades já na estrada.

A Porsche anunciou no dia 28 de julho a convocação de 21.500 Cayenne Diesels na Europa, começando com o ano do modelo 2014.

No comunicado de imprensa do recall de 28 de julho, a Porsche especificou que "não desenvolve motores diesel em si", lançando bolas na Audi, mesmo quando assume suas responsabilidades de pós-venda. A retirada terá início no Outono, com o conselho da Autoridade Federal Alemã de Transportes, a KBA. Curiosamente, os modelos Euro 6 são afectados, a segunda geração, não o primeiro Cayenne Diesel preparado para a norma Euro 5. Ainda mais curioso, no Audi Q7, o 3.0 V6 TDI é um dos motores mais limpos da sua classe em condições reais de utilização. Diabos me levem se eles me explicam isso.


Este revés na Suíça, de pouca importância numérica para a Volkswagen, é bastante semelhante ao que recebeu na Coreia do Sul, quando o registo de uma grande parte do seu catálogo foi proibido há um ano. O site suíço da Porsche parece não ter ouvido falar disso, e todas as informações de vendas do Diesel Cayenne permanecem onde estavam.


Adicione um comentário a partir de A Suíça não registra mais o Porsche Cayenne Diesel a partir de hoje
Comentário enviado com sucesso! Vamos revisá-lo nas próximas horas.