pistonudos.com

O que nos reserva o Campeonato de Espanha de Ralis em 2017?

O grande dominador da temporada 2016, o jovem piloto aragonês Cristian Garcia, procurará permanecer na vanguarda do campeonato a bordo do Mitsubishi Lancer EVO X com especificações R4 da equipe Repsol-Mitsubishi. Nesta temporada, apenas um furo inoportuno no Rally de Ferrol e um pequeno toque na Princesa de Astúrias o privaram da vitória. Se o projeto Mitsubishi continuar, veremos Cristian novamente em 2017, possivelmente repetindo a montagem embora os rumores estejam lentamente começando a surgir da chegada de uma possível Estrela Espacial R5. Por sua vez Alberto Monarri, cada vez mais adaptado à Mitsubishi, tentará lutar por vitórias na próxima campanha.


O grande dominador de 2016, Mitsubishi, procurará dar continuidade ao seu projeto com o EVO X R4.

Após a estreia nesta temporada do DS3 R5 construído pela equipa portuguesa Sports&You, a equipa Vallejo Racing vai tentar em 2017 o assalto ao seu terceiro campeonato. Durante esta temporada, os "Lobos da Meira" tentaram se adaptar a um conceito de carro totalmente oposto ao bem-sucedido Porsche com o qual disputaram o campeonato quase ininterruptamente desde 2008. Desde o início da temporada, eles vêm reduzindo gradualmente a distância que os separa do topo da classificação, por isso 2017 pode ser o seu grande ano.

A Suzuki Repsol, a equipa dominante na categoria de tracção às duas rodas nos últimos anos, enfrenta a temporada de 2017 com um novo desafio. Após a estreia do Swift R+ construído em ARVidal e enquadrado no novo regulamento N5 aprovado pela RFEA, na próxima temporada a Suzuki procurará demonstrar o potencial da sua nova máquina, teoricamente localizada abaixo do R5 a um custo muito inferior. Gorka Antxustegui será o responsável pela liderança deste projecto em 2017, por isso só precisamos de saber se a Suzuki irá colocar uma segunda unidade nas mãos de Adrian Diaz, actual líder em 2RM, ou se pelo contrário será Joan Vinyes que irá disputar o campeonato em 2017 com um dos actuais S1600. De momento, o Andorrano está registado com uma Swift of the Cup no Rally de Llanes.


Ares terá possivelmente um R, por isso será um dos principais jogadores em 2017.

Uma das grandes incógnitas de 2017 será o carro que Iván Ares, vice-campeão em 2015, irá escolher. Pesado em 2016 pela limitação na flange de entrada do seu Porsche e pelas avarias de um Fiesta R5 alugado à RMC no início da temporada, o jovem piloto da Corunha garante que terá um projecto vencedor na próxima temporada. Durante este ano de 2016, Ares testou inúmeros carros, procurando aquele com que se sente mais confortável para lutar por um campeonato que o resista. Entre estes veículos estão um Ford Fiesta R5, um Volkswagen Polo N1, dois Skoda, um Fabia S2000 e um R5, um Hyundai i20 R5 e, finalmente, o Subaru BRZ Pentacar da RFEA, com o qual o Ares irá competir em Llanes e que será a estreia deste veículo na CERA.

Uma das grandes dúvidas de 2017 será a possível presença do pentacampeão espanhol Miguel Fuster, já que o piloto de Alicante procura reunir o orçamento necessário para competir na próxima temporada com garantias. De momento estará no início dos ralis Llanes e La Nucia, aos comandos de um Fiesta R5 da equipa RMC. Embora o Alicante também tenha estado presente num dia de testes organizado pela Hyundai em França, que mostrou o novo i20 R5 a potenciais clientes.

Outro dos protagonistas deste ano na CERA tem sido Pedro Burgo. O piloto de Lugo foi o único que optou por continuar com o seu Porsche GT3 2010, após a imposição de uma cabeçada que acabou por matar estes veículos no campeonato. Depois de vender as duas unidades Porsche 2010 com as quais iniciou a temporada, o piloto galego procurará reunir o orçamento necessário para disputar a temporada 2017 com um carro que lhe permita estar nas primeiras posições da classificação. Após testar os 208 R5 da equipe ACSM, Burgo participou, como Ares e Fuster, do teste Hyundai. De momento, e após o seu adeus ao Porsche na Princesa de Astúrias, Burgo irá competir no Rallye de Llanes aos comandos da Mitsubishi EVO X da equipa ACSM.


O aparecimento de novos veículos, até agora inéditos em Espanha, pode ser um grande incentivo para 2017.

Outro dos grandes protagonistas de 2017 será Manuel Mora, que depois de uma temporada sobrecarregada por avarias no seu Ford Fiesta R2, procurará reafirmar-se como uma das jovens promessas do nosso desporto automóvel, indo possivelmente para o estrangeiro e disputando algum rally fora do território espanhol. Esteban Vallín, um dos principais dominadores da categoria R2, procurará consolidar a sua posição no campeonato de R2 com o pequeno Adam. Outro dos grandes pilotos do nosso cenário é Surhayen Pernía, vencedor do troféu Renault nesta temporada e que começará 2017 disputando o lendário Rallye de Montecarlo. Em Llanes vai tentar a sua sorte a bordo de um Fabia R5, para que o Cantábrico se torne um dos fortes candidatos à vitória no teste asturiano.

Com a aproximação do final da temporada, os rumores sobre alguns projetos estão aumentando. É o caso de um possível projeto oficial da Hyundai Espanha com o novo i20 R5, do qual pouco ou nada se sabe, exceto a estréia do i30 Turbo como carro 0 da CERA. Por outro lado, os rumores sobre a chegada à Espanha do novo Fiat 124 R-GT estão aumentando, já que pelo menos duas equipes espanholas viajaram à Itália para ver em primeira mão as características de um carro com 308 cv no pedal direito por apenas 1030 kg. Além disso, não devemos descartar a presença de uma unidade do novo N5, conceito herdado do Maxi Rally Argentino que busca padronizar os componentes mecânicos para reduzir custos, podendo instalar qualquer tipo de carroceria com base nisso. O preparador Roberto Mendez já está em fase de construção de pelo menos duas unidades da N5 nos corpos Peugeot 208 e Ford Fiesta.


Veremos o que 2017 tem reservado para nós e quem são os protagonistas de um campeonato que, a priori, pode nos trazer muitas surpresas.

Adicione um comentário a partir de O que nos reserva o Campeonato de Espanha de Ralis em 2017?
Comentário enviado com sucesso! Vamos revisá-lo nas próximas horas.